quinta-feira, 31 de maio de 2007

Quem sustenta o meu ser?


Hoje passa na RTP1 um filme baseado na (lindíssima) obra homónima de Milan Kundera: "A insustentável leveza do ser". Como se não bastasse a história, os principais actores foram escolhidos a dedo: Daniel Day-Lewis, Juliette Binoche, Lena Olin, entre outros. Infelizmente a televisão portuguesa preocupa-se mais em transmitir telenovelas e séries disparatadas às horas de elevada audiência em detrimento de programas educativos ou obras de (7ª) arte. Para os corajosos, o filme começa às 00h35 e termina às 3h50(!!). Para quem trabalha em horários normais, está fora de questão. Aqui vai o resumo: Nos anos 60 em Praga, Checoslováquia, Tomas, um médico totalmente apolítico, tem como "hobby" ter diversas parceiras sexuais, mas evitando sempre um maior envolvimento. Mas duas mulheres: Sabina, uma artista plástica, e Tereza, uma criada que sonha em ser fotógrafa, vão estar muito presentes na vida dele. Ao serem atingidos pelos acontecimentos de 1968, conhecido como "A Primavera de Praga", quando tanques soviéticos invadiram a capital checa para pôr fim a uma série de protestos, a vida deste triângulo amoroso é afectada, pois os seus sonhos foram destruídos e as suas vidas mudariam para sempre.

3 comentários:

Headache disse...

Este nunca passaria em prime-time.
Tem muito mamilo à mostra.

Restelo disse...

E vais-me dizer que não era educativo para as gerações mais novas, verem um bocadito da anatomia feminina? Até porque eles nunca espreitam as revistas nas bancadas de vendas, se calhar...

Headache disse...

Em que século é que vives? Espreitar as revistas....?????

Internet, menina! Com pr0n aos montes!