domingo, 6 de janeiro de 2008

Onde há fumo nem sempre há fogo

Hoje o dia não começou bem. Queimei uma torrada e à conta disso o alarme de incêndio disparou. Houve uma pequena quantidade de fumo que se escapou quando abri o forno e dois segundos depois, apesar da inexistência de fogo, o alarme desata a tocar. Eu sei que aquilo não precisa de estar a derreter para disparar, felizmente aquilo é accionada pela entrada de poeiras e fumos mas o raio do apito estridente até chamou a atenção dos vizinhos!! Por um lado fiquei a saber que não só funciona como é muito sensível... Abri porta e janela e aquela coisa lá parou de ensurdecer os meus tímpanos. Às vezes acho que há coisas que apenas me acontecem a mim... Onde estava um buraquinho para eu me esconder?

Sem comentários: