segunda-feira, 5 de maio de 2008

Justa Vaidade

Ontem fui a Londres. Acordei cedinho, pelo menos according to my standards de fim de semana, e lá fui eu direitinha à National Portrait Gallery. Eu já tinha dito que andava com vontade de ir a exposição Vanity Fair Portraits: Photographs 1913 - 2008 e fui cumprir essa vontade. Cheguei a uma boa hora porque ainda estavam a vender bilhetes para essa mesma altura pelo que pude entrar logo e ainda não estava muita gente. ADOREI a exposição, adorei a foto do Sean Connery e do Sir Michael Cane (5ª foto no painel à direita), gostei de saber que a capa de Abril de 2001 (4ª foto no painel à direita) foi tirada em 3 sítios diferentes, adorei! Aconselho. Porque só estando lá e vendo que tantas pessoas importantes foram fotografadas para esta revista que esteve parada durante cerca de 50 anos (entre 36 e 83)! Porque se hoje a associamos mais à moda, no passado George Bernard Shaw, Buckminster Fuller, Virginia Woolf e Einstein também estiveram nas páginas desta conceituada revista. Se o fotografado é famoso, o maior crédito tem de ir sem dúvida para o fotógrafo. Há expressões captadas, momentos gravados, cumplicidade entre casais. Também há umas fotos mais spicy, arriscadas e controversas.

Na exposição podem ver-se trabalhos de: Nicholas Murray, Edward Steichen (foto 3 e uma conhecidíssima foto de Greta Garbo) , Lord Snowdon (foto 11), Norman Jean Roy (foto 10), Annie Leibovitz (provavelmente a mais conhecida, 3, 13), Mario Testino (também extremamente conhecido, 2 , 18), David LaChapelle (também muito conhecido).

O único defeito da exposição: tinha poucas fotos, poucas capas, eu queria mais, muito mais! Era capaz de ficar ali o dia todo... A levitar!

2 comentários:

Paula disse...

Inveja, inveja...
Também adoro exposições de fotografia!
:)
Bjs!

Dualidades disse...

Também gosto muito de fotografia! E de tirar fotografias! :o)

Dualidades JP