segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Revelações

Cada vez mais me sinto "em casa" em Londres. Passeio por Piccadilly e Oxford St, deleito-me nos museus, deito-me na relva de Hyde Park, bebo um Latte do Nero enquanto ando no metro e não me sinto uma estranha, muito menos uma turista. Já tenho um círculo de amigos que continua a crescer. Vou sair, vou passear; acompanhada ou sozinha não me sinto "só". Tenho o meu espaço, tenho o meu tempo, tenho a minha vida.
Por outro lado, quando vou a Portugal, sinto que já não pertenço àquela terra. Há muito que me faz falta. E os amigos que nunca deixaram de ser amigos já não me conhecem como dantes. Porque eu mudei, porque as nossas vidas continuaram tal como TEM de ser. Mas só falamos cada 3 meses e fica muito por contar, ou porque está fora de tempo, fora do contexto, fora do que é imprescindível contar. Porque a minha vida vai muito além do que aqui escrevo.
Não sei se me faço compreender e espero que não me levem a mal mas a verdade é que quando eu precisei que o "meu" país me desse uma oportunidade (a nível profissional) nem uma nesga de uma porta se abriu. Tristezas e desilusões foi tudo o que me foi oferecido e por isso as recordações não são as melhores. Claro que nem tudo foi mau e continuo a ter a família e alguns amigos, mas cada vez menos me sinto "portuguesa".

Além disso, agora sou OFICIALMENTE uma Londoner! Já tenho um Oyster Card! (até agora comprava sempre bilhete de comboio com viagens de metro e bus ilimitadas e por isso nunca tinha tido necessidade)

10 comentários:

wednesday disse...

Imagino o que sentes e acho normal... É apenas outro país, como podia ser mudar de cidade cá em Portugal. A família e os verdadeiros amigos estarão cá sempre, mas agora estás aí e sinceramente a família e os verdadeiros amigos só podem desejar-te que sejas feliz!

Wask disse...

desnaturada!!! so agora tens um Oyster? nem sabes tu o que tens perdido (LOL) :P
Ja tivemos a ver as distancias para Bath via Stonehenge e parece uma coisita razoavel... Lisboa - Coimbra, mais ou menos... :)

canina_pt disse...

Pela parte que me toca... até podes ir para a china, que os tugas que são teus amigos sempre te vão acarinhar quando vieres a esta terra ;) e espero que estejas ciente disso... bifa do caneco e agora é mm bifa com o "ostra card" iihihi

Beijocas

Lua disse...

Também não entendo como é que sobreviviste sem o Oyster por tanto tempo! Uma das melhores invenções de todos os tempos :)

Enjoy o status de mais british :)

Noiva Judia disse...

como eu compreendo essa cena de precisar duma oportunidade profissional e não se ver nada. tenho emprego recente, mas as perspectivas de evolução são poucas e mete-me raiva o não se dar valor aos bons recursos humanos que por cá há.

canina_pt disse...

O ostra card aquele que de tão curioso que é andam sempre a tentar "quebrar a segurança" do mesmo para o aldrabar ;)

ehehhe Mas sim é um sistema fabuloso, eu só não o uso porque qd vou a Londres fico pouco tempo e não é vantajoso nessa situação, pelo menos pelas contas rápidas que fiz :)

Gi disse...

Percebo-te tão completamente!
"Black holes and ... revelations"

Raquel disse...

Tu nao tinhas oyester??? Mas que raio de londoner eras tu sem oyster?? :p

Como eu te compreendo... Tenho saudades dos amigos, da familia, de alguns sitios, do meu cao e do meu papagaio! Mas também eu me sinto cada vez mais em casa. Tal como tu, passeio-me pelos museus, Hyde Parke ou Green Park, a minha livraria favorita em picaddily, onde o jovem ja me conhece, pois vou la todas as semanas, passear à beira rio ao anoitecer e ver as luzes da cidade a aparecer, o Big Ben é muito mais bonito à noite! O circulo de amigos vai realmente crescendo e com eles, os planos para sair, para nos divertirmos, até para irmos de férias.

Agora é que vivemos. Temos mesmo que fazer disto a nossa casa. E oh que casa não é? Vai fazer um ano que estou aqui e por enquanto nao me queixo de nada!

Portugal lá está... para ir de férias, visitar a familia, os amigos e depois voltar a correr para casa!!

beijinhoss

Sofia disse...

Só agora tens o Oyster?! Demorou...lol

Também me sinto em casa por estes lados e apesar das férias em portugal terem sido boas percebi que alguns "amigos" já são o que eram. Ao fim dos primeiros dias já tinha algumas saudades de casa.

Argonauta disse...

Isso é muito bom! :) Falta-me ainda alguma coisa que ainda não percebi muito bem o quê, para me sentir em casa...