quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Dia da tanga

Não, não foi dia de irmos de tanga para o trabalho porque cá faz frio. Foi um dia da tanga, porque tive uma reunião que durou quase toda a manhã e que me deixou à beira de um ataque de nervos.
Eu preocupo-me demais com o meu trabalho, tenho plena consciência disso, mas a verdade é que não consigo evitar. Gosto do que faço, gosto das pessoas com que trabalho (à excepção de uma) e sobretudo adoro o meu chefe! Só gostava que ele se impusesse um pouco mais... Ainda hoje, ele começa a dizer que sim e depois um que está abaixo dele diz que não e ele fica calado.

Fiquei tão chateada com tudo o que se passou na reunião que não fiz praticamente mais nada o resto do dia, tirei a minha hora e fui para o Pub beber Magners com a Gwen.

Sem comentários: