sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Passar a palavra

ou, porque é que eu detesto médicos e estou cada vez mais mal impressionada com o sistema de saúde em Portugal!

Como já sabem, a operação da minha mãe às cataratas não correu muito bem.
Ela foi operada no dia 5 de Janeiro a uma das vistas e ficou sempre a ver tudo nebulado. Já regressou ao médico várias vezes e no outro dia foi a um Optometrista para ouvir outra opinião. Apesar de não serem médicos, eles têm bastante experiência e ouvem todo o tipo de queixas. O médico continua com a mesma história, ora receita mais gotas, diz para esperar... E recentemente falou, pela primeira vez, que a minha mãe teria de continuar a usar óculos! Ora se isto era algo que já era esperado, ele nunca o referiu, se foi complicação da operação, deveria ter prevenido. A verdade é que o médico só falou do que poderia correr bem e não informou os riscos. Acima de tudo é isto que condeno! O médico chama-se Professor Eduardo Fernandes e visto o "título" e de acordo com o que tínhamos ouvido falar, é/deveria ser/ERA muito bom!

Transcrevo aqui o texto que a minha mãe me escreveu:

"Olha , fiz uma grande asneira em ir na conversa do médico....eu, embora tendo cataratas, não precisava tão cedo de ser operada e eles querem é ganhar dinheiro ....e eu fico estúpida quando me pressionam – faço tudo o que me dizem ou me pedem .

Vê lá que fiquei com menos 30% da visão que tinha e pronto não há nada a fazer, nem óculos que remedeiem, senão uma muito remota possibilidade de recuperar um bocadinho ..... com o tempo.

Vamos a ver, ou a ver menos.....

Mesmo antes de falar com o Optometrista já tinha decidido que , depois disto já não operava a outra vista. Ele concorda.

Ele disse que o médico é bom e competente e a operação, tecnicamente estaria tudo bem, só que uma por muito vulgar que seja tem os seus riscos e aí é que o médico falha: parece que já não sou a 1ª a quem ele cria expectativas demasiado altas ....( e não me disse os possíveis riscos ...) ele até me disse que eu iria deixar de usar óculos...

Em vez de me dar a opção de fazer mais tarde e não correr o risco de perder já um pouco da visão que eu ainda tinha e que era muito boa ainda.

Querem é despachar e ganhar o o dinheiro depressa.

Pronto, eu também tive azar, estas coisas podem acontecer a qualquer um... Mas ele não devia ter procedido assim mas deveria ter aconselhado o que era mais prudente, só isso.

Outra paciente do Optometrista também já descreveu as mesmas queixas, do mesmo médico. Que cria expectativas demasiado altas e pouco verdadeiras pois não avisa os riscos.

O Optometrista explicou-me que é sempre uma operação em que abrem o olho e pode ter ficado qualquer coisinha do que tiraram pois ele parece que disse que viu uma pequena mácula de lado foi o que entendi e que eu devo dizer e perguntar ao médico porque estou a ver menos do que via."

Neste momento estou a tentar que a minha mãe seja vista por um médico em Londres, no Moorfields Eye Hospital.

Agradeço a todos os meus amigos e amigas de cá que responderam ao meu pedido de ajuda pois eu não fazia ideia onde era o melhor sítio, apesar de já ter ouvido falar que "em Londres é onde há os melhores".

14 comentários:

Luazinha disse...

Infelizmente essa historia é recorrente aqui neste pais!! Abafam os riscos das cirurgias e as pessoas iludidas só captam o bom da coisa!!
Acredito que irá ter solução o caso da tua mãe, mas infelizmente, não ira ser aqui neste país certamente!!
Uma beijoca e bom fim de semana

MARIINHA disse...

Restelo,
É só para lhe dizer q também se passou uma situação parecida com a m/mãe. Foi operada às duas vistas c/um intervalo de 3 semanas. A primeira correu bem,aumentou-lhe o grau de visão mas quanto à segunda, em termos de melhoras, nada! E teve até complicações. Pagou um balúrdio, pelas duas operações no SAMS. Se puder, nada como ela ser vista aí. Há anos que se ouve dizer que em Londres em termos de oftalmologia estão muito à frente.
Espero que tudo corra bem!As melhoras!
MARIINHA

Júlio disse...

Bem... acabo de ficar chocado...
A parte das gotas também achei estranho, mas posso dizer-te que o meu pai andou mais de um mês com 3 tipos diferentes de gotas: uma 4 vezes ao dia, a outra 6 e outra 2. Tudo isto e mais uma pomadinha qualquer. Isto mesmo tendo corrido bem.
Na medida do possível, espero que a tua mãe melhore :|
**

cipereira disse...

Nem me fales do sistema de saúde deste país! É uma vergonha, devemos estar muito próximo do 3º mundismo. E eu sei bem do que falo, pelo que também tenho passado com a minha mãe...

Estreliña disse...

Vais ver que cá em Londres as coisas vão ser diferentes e hás-de ter o sucesso desejado!

Forcinha para a mama!

;)

Joao Pires 070781-D disse...

Bom... convenhamos que para um país do norte de África, nem estamos assim tão mal! eheheeh

A Europa começa já aqui ao lado, na saúde e em muitas outras coisas...

Melhoras para a tua mãe!!!
:-)

nes disse...

Não é que te possa ajudar muito, mas fica o comentário para quem cá venha ler à procura de informação - para operações, ou mesmo consultas, seja o que for, é de duvidar se um médico só trabalha no privado (*) (não sei se será o caso, por aquele link das PAI pareceu-me), isto porque da opinião de uma família de médicos que tenho, os realmente bons estão nos hospitais, em termos de oftalmologia posso dar o exemplo do actual chefe de serviço do Egas Moniz (fui a consulta com ele e mesmo sem ver qualquer exame ele mandou-me dar uma volta e aconselhou-me a não operar, neste caso à miopia, por causa dos riscos, que eram de 1/3 chances de não ter o resultado esperado -- como não gostei nada dele por essa atitute fui a outra que me mandou fazer o tal exame, e depois disso também me disse para não operar - também trabalha no Egas Moniz). Claro que não é realista a pessoa esperar para ser operada no público (no caso da tua mãe como não era urgente até era de pensar), mas procurar falar com um médico, e eles logo encaminham para o sítio onde operam no privado. Digo isto apenas porque é sempre o conselho que o meu pai dá a quem pede opiniões, e está sempre A ou B a ligar cá para casa...

Como já te tinha dito no outro post, não percebo nada de cataratas, mas o meu avô foi operado aos 2 olhos (com um intervalo curto, talvez 2 semanas), e ficou a ver na perfeição, não precisava de óculos sequer (só os de ver ao perto). Mas realmente esteve imenso tempo com vários tipos de gotas, umas que até ficavam meio cremosas lá no olho.

De qualquer forma sendo que estás em Londres e já sabes como te movimentar aí, concordo que neste momento depois da operação feita é uma boa solução. Não sei até que ponto não podem voltar a operar e corrigir? Sendo que talvez a tua mãe esteja aterrorizada e nem isso já esteja disposta. Espero sinceramente que tudo corra bem, seja onde for! ;)

(*) se só trabalham no privado é porque são do tipo que quer fazer dinheiro e não se preocupa minimamente com quem precisa.

Lua disse...

Isto é mais um comentário acerca dos comentários aqui deixados do que ao teu post. Restelo, espero mesmo que consigas uma segunda opinião,aqui ou lá, e que as coisas melhorem

O sistema de saúde Português, não é assim tão mau. Médicos maus existem em todo o lado. Eu aqui, em Londres, trabalho para o sistema nacional de saúde. Para a semana vou a Portugal fazer exames porque aqui sei que não me estão a mandar fazer os exames que preciso. No geral, dependemos completamente do médico de família, o qual não escolhemos. De for uma porcaria, então estão lixados. Mesmo que seja um médico mais ou menos estão completamente dependente dele para vos mandar para uma consulta de especialidade. Isto só acontece, muitas mas muitas vezes, quando os sintomas já estão avançados (para não ser uma perda de dinheiro, justifica o SNS) ou se mentirem e exagerarem os sintomas. Podem vir para aqui muitos dizer que o SNS aqui é óptimo e que nunca tiveram problemas e que é de graça e tralalaala. O que é verdade, desde que as únicas coisas que precisem sejam consultazinhas de rotina. De resto é sorte.

O não haver a possibilidade de ir a um médico privado aqui (há poucas clínicas privadas e, aparte de se ter um seguro privado a là USA, não existe o conceito de comparticipações) deixa-nos nas mãos de médicos que sabem que não temos possibilidade de ir a outro sítio.

Enfim, como disse, há coisas boas e más. Mas acho muito triste ver portugueses a dizer mal do SNS Português sem saberem bem do que estão a falar.

Sofizita disse...

olá, Restelo! Vi que acompanhas o meu blog. obrigada! ;) Em relação a isto, faço-te uma pergunta: não podem fazer queixa à ordem por exemplo. Os médicos não podem fazer o que querem e depois não serem responsabilizados. E infelizmente estas coisas acontecem mais vezes do que aquelas que julgamos. As melhoras para a tua mãe.
beijinhos

Restelo disse...

LUA
eu percebo o que dizes, infelizmente por já ter passado mais anos em PT, as minhas más experiências têm sido sobretudo lá e não cá. Aqui o que está em causa é a falta de informação que o médico forneceu.
Quando marquei uma consulta com um médico de especialidade no SNS português (por pedido do médico de família) a data era daí a 3 meses!! Ora, em PT, ou tens dinheiro e vai ao privado, ou não tens hipótese. Desculpa mas não acho que o SNS português seja bom, aliás, diria que é muito mau MESMO!

Restelo disse...

Sofiazita: não vou entrar por aí, não vale a pena.

Lua disse...

Restelo, como disse, o meu comentário não era dirigido ao teu post. O SNS PT não é perfeito. O SNS inglês também não. Há áreas muito melhores no SNS PT - o atendimento ao cliente, saúde feminina, análises, neurologia, etc. No SNS inglês não pagas, é verdade. Mas se tens o azar de precisares de uma especialidade que é concorrida estás lixada, mesmo lixada. As listas de espera são enormes também, mas o pior é o precesso de 'referral'. Como Terapeuta posso-te dizer que desde a 'referral' até à consulta inicial para o 'child development team' são 4 meses. E posso-te dar imensos exemplos assim, ainda piores.

Para além do facto de que o sistema privado em PT te d5 a possibilidade de teres comparticipação. Não é de graça mas ajuda uma grande maioria da população (não se pode comparar o nosso sistema com o sistema ranhoso dos EUA, por exemplo). Existir a possibilidade de escolher entre um SNS e um sistema privado é um direito de qualquer um e, francamente, pode ajudar imenso a alcançar uma qualidade superior de 'care service', entendes?

Mas isto é uma discussão complicada e enorme... fica para outra altura!

O Moorfields Eye hospital é uma excepção fantástica, no entanto. Espero que consigas arranjar uma consulta e o mais rápido possível!

Marshmallow disse...

Pois...por acaso nesta questão estou inteiramente de acordo com a opinião da Lua. O NHS faz tudo para evitar ter gastos extras. Em termos de saúde também eu prefiro ir a Portugal fazer exames do que aqui. E se formos falar em Medicina Dentária então temos pano para mangas...
Bem de qualquer maneira espero que tudo se resolva da melhor forma para a tua mãe. Bjinhos

Laidita disse...

Coitada!

Estou solidária, porque tenho vários problemas na vista e cada vez estou pior. Estão sempre a dizer-me para ser operada, mas a verdade é que os olhos são uma parte do corpo que me faz uma certa confusão e tenho ESTE receio de algo correr mal e ficar ainda pior e perder capacidades.

As melhoras da mamã. Diz que sim que os médicos aí são mto bons, espero que consigas consulta!