terça-feira, 7 de agosto de 2007

TAP 0 - FCP 1



A TAP jogou em casa mas perdeu, com muita pena minha pois sou fervorosa adepta da equipa verde e encarnada. O que se passou foi o seguinte:
"A comitiva do FC Porto que participou no Torneio de Roterdão apanhou na Holanda um avião que faria a ligação entre Amesterdão e o Porto, com escala em Lisboa. Chegados ao aeroporto da Portela, dirigentes e jogadores portistas tiveram de trocar de avião, ao contrário do que estava inicialmente previsto."
Tenho de admitir que sair e entrar de aviões quando se faz escala é chato. Pronto! Mas também não é muito mais que isso. Perde-se um bocado de tempo e tal, mas podem-se ver umas lojitas, esticar as pernas, etc. OK, admito que é um pouco mais chato quando não se prevê a paragem e troca onde se perde AINDA mais tempo. Mas caramba, se lhes dissessem que tinham de parar em Lisboa porque o avião estava em tal estado que não aguentava a viagem até ao Porto, os meninos não barafustariam tanto, disso tenho a certeza. O problema é que essa não será certamente a explicação da TAP. É por isso que tenho a dizer que o que me chateia REALMENTE é que isto já deve ter acontecido muitas outras vezes, tal como os (milhares de) atrasos (diários) e só agora é dada esta importância a um caso destes. Acho bem que as pessoas reclamem SE têm razão. Na verdade, acho que muitos dos problemas (em geral) decorrem da falta de reclamação por parte dos clientes mal servidos. Como o Tuga não reclama, a empresa ou serviço não vai fazer esforço para melhorar pois na verdade, não há necessidade visto que ninguém se queixou. Se ninguém se queixa, é porque está tudo bem. Facilmente entramos num ciclo vicioso.

Sem comentários: