quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Nham Nham - COMIDA!

N.B.: se estás com fomeca, não leias este post, se não o teu buraquinho no estômago vai-se transformar num buraco negro intergaláctico. Ou não...

Tenho saudades de:
-bacalhau à Gomes de Sá, bacalhau com coentros (uma variante da minha mãe do bacalhau com natas), bacalhau à Zé do Pipo (o da mionese), polvo assado no forno acompanhado de batatinhas a murro, sopa de tomate com ovo, bifinhos de perú com natas e cogumelos. açorda de gambas (do Viriato), picanha (do Viriato), empadão de soja, bolonhesa de soja, sapateira, porco preto com castanhas (como havia no casamento da Figueirinha)

Conclusão: sou uma pessoa de salgados

E porque é que eu não como estas iguarias aqui:
-não tenho paciência de cozinhar só para mim (especialmente pratos complicados)
-não tenho paciência para passar o fim de semana a cozinhar e a congelar comida para os almoços
-não sei fazer alguns dos pratos (sapateira por exemplo)
-o meu jantar são cereais
-não tenho nem uma frigideira, nem uma panela... Porquê não sei, visto que tenho 4 placas eléctricas à disposição e que pelo mísero estado em que estão, já foram certamente usadas por inquilinos anteriores. Vou ter de tratar disto...
-detesto almoçar sozinha por isso também não vou à cantina (e fico-me pelo bar do nosso edifício onde me encontro com os meus amigos, levo sandes e salada e compro a sopinha quentinha)

De qualquer forma eles têm tendência a abusar da pimenta, dos fritos e dos molhos com os quais o meu sistema não tem muita amizade. Por exemplo, as sopas não são más, mas já estou a ficar enjoada porque acho que sabem sempre ao mesmo porque a base é (ou pelo menos parece ser) sempre a mesma e a brutal quantidade de pimenta não ajuda. Na verdade, acho que não sou grande fã da comida dos bifes.

Conclusão:
Não como grande coisa mas também não ando a passar fominha, não se preocupem. Por isto tudo já tou a apertar os cintos mais 1 furo.

É giro para mim fazer a comparação com França onde engordei que nem um texugo à conta das massas e outros pratos deliciosos da cantina; dos queijos, do pão, das tartifletes, raclettes, choucroute, das cuisses de canards confits e outras iguarias que os colegas levavam para o jantar de 6ªf. E eu ia de bicicleta para o trabalho (3km/dia), ao supermercado, ao fim de semana chegava a andar 20km num só dia... Só para verem que desporto não é tudo e que a alimentação equilibrada é realmente muito importante. Aliás, nos últimos 3 meses deixei de ir à cantina e passei a levar uma consistente salada e comecei logo a emagrecer...
Ou seja, se querem perder peso, venham para o UK, se gostam de boa comida e não se importam de engordar uns kilitos, vão para França.
Aqui podem ver uma tartiflette (tabuleiro) e uma raclette (queijo é derretido com uma resistência que é colocada próxima e é deitado sobre carnes frias e batas cozidas)

O mais incrível para mim foi ver uma das minhas amigas inglesas que tem uma colega nos USA que ela foi visitar há uns tempos e dizer: “ela agora gosta daquela comida americana!! Eu só me virei para ela e disse “mas tu esqueceste de quão boa é a comina inglesa?””. A situação é deveras preocupante pois eles nem têm noção de como a comida deles é horrível!

5 comentários:

Hands of Time disse...

prémio à espera no meu blog! hihihi

Aisling disse...

Eu sabia que devia ter-me ficado pela primeira linha!
Fooooome! ;)

Vanessa disse...

Nham... tanta comida boz que descreveste!

Apesar de haver aqui muitos restaurantes portugueses, a comida não tem o mesmo sabor do nosso Portugal... sei lá parece que lhe falta uma pitada de qualquer coisa.

Bjs

Hulf disse...

Tenho saudades de ................. ........................................ ........................................ ...................................... TI

MaDi disse...

semana passada tive direito a uma bela raclette feita em casa com queijos da Mme Richard dos famosos Halles de Lyon...
ontem belo magret de canard de Paul Bocuse na sua brasserie.
Se quiserem engordar...França