quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Home, bitter sour home

Às vezes detesto esta casa! Por um lado escolhi-a porque me permite ter o meu espaço e não ter de partilhar certas áreas com desconhecidos. O facto de não ter de estar a pagar contas de electricidade, água e gás porque vinha tudo incluído (evitando que eu ainda tivesse de descobrir como é que isso se faz; não deve ser fácil, visto que aqui até abrir uma conta num banco pode ser uma verdadeira aventura) foi outra das razões. Contudo, há várias coisas que detesto nesta casa, algumas das quais só descobri depois, obviamente.
Começando com aquelas que já cá estavam, mas que eu achei que seria capaz de suportar/resolver:
-buracos. Esta casa (ou aquilo que lhe queiram chamar, visto que isto é um aproveitamento da garagem) parece que não foi totalmente acabada. E então não puseram rodapé à volta de TUDO... Por essa razão à zonas em que tenho buracos que vão dar a um pequeno vazio onde vejo passarem fios de electricidade. Depois do vazio vejo o cimento (ou betão armado sei lá). Pensei em tapá-los com trapos velhos. Está em processo de ser tratado.
Aqueles que só soube/me apercebi depois:
-aranhas. Pois claro, se há buracos, há aranhas. Eu detesto aranhas! Comprei RAID, claro!
-O duche é controlado pela electricidade, não sei explicar, mas sem electricidade não sai água: quente ou fria!!! O problema é que se tomar duche e tiver o PC ou outra treta qualquer ligada, o quadro vai abaixo. Visto que o quadro está na casa do senhorio, eu não tenho acesso ao dito cujo pelo que terei de esperar que ele dê à manivela. Até agora nunca me aconteceu ele não estar em casa... até ao dia (batam na madeira!!)... Lá fico eu cheia de champô e nem águinha gelada tenho para me lavar.
-a caldeira nem sempre arranca. Ele já teve cá alguém para arranjar isso mas o problema agora é que o programador não funciona por isso tem de ser ligada e desligada manualmente. Ou seja, tenho a casa aquecida se eles ligarem aquela treta, senão, ligo o eléctrico que ele me deu. Problema: de manhã eles nunca ligam e eu detesto acordar para uma casa fria. Custa muito mais a levantar. É preciso ver que antes a caldeira começava a trabalhar as 5 da manhã para quando acordar estar a casa quentinha. Às vezes também não ligam à tarde o que é uma porcaria porque está frio na rua e gosto de chegar a uma casa quente.
-por vezes (creio que é quando a caldeira está a aquecer a casa mas não tenho a certeza, ainda não consegui detectar o padrão) o meu duche tem apenas duas temperaturas: muito quente ou a escaldar. Não é fácil tomar banho assim!!
-sujidade. Bolas que a casa estava bem porcalhona. Agora está muito melhor!! Mas há sítios onde demorei a ter coragem para lhes tocar. Nomeadamente o forno, cada vez que o abria vinha de lá um cheiro... fechava-o logo a seguir. Descobri a razão apenas quando trouxe uma máscara do trabalho e arranjei umas luvas!! Meti lá as mãos e encontrei um tabuleiro cheio de gordura que empestava aquilo tudo. Fiquei em pânico quando o senhorio me disse que não tinha aspirador. Como o inquilino anterior não o usava muito, aspirava pouco e o barulho que fazia era muito, deitou-o fora. Disse que me ia arranjar uma vassoura, até porque a casa é tão pequena que depois é difícil arrumá-lo. Eu disse que NECESSITAVA de um aspirador. Estive quase a dizer que precisava de um aspirador tanto quanto como o ar que respiro. Demorou umas 3 semanas mas lá me deu o que eu queria! Como vêm o inquilino anterior também não devia ser a pessoa mais asseada deste mundo...
-interruptor da sala/quarto. Está um bocado mal e às vezes faz disparar o quadro e por cada vez que faz isso arrebenta-me com uma lâmpada. Resultado um dos candeeiros já não tem lâmpadas que funcionem...
Há uns tempos tive um stress com o frigorífico que começou a fazer uma barulheira parecia que ia EXPLODIR. Afinal era gelo acumulado na ventoinha. As coisas vão-se resolvendo mas isto cansa-me...
Agora a máquina de lavar a roupa não está a funcionar. PORQUÊ?

10 comentários:

Filipa disse...

Estes "romanos" sao doidos!! ;-)
Estas no inicio, as coisas vai indo ao sitio...vais ver :-)

Headache disse...

Os 45 minutos para o trabalho também não ajudam, pois não?

Luazinha disse...

Ui... n é facil não...
Mas o portugues tem a fama de conseguir desenrascar-se sempre e tu n vais fugir á regra! Certo??
Força!

Aisling disse...

Isso é uma odisseia... :S As coisas vão-se resolvendo... ;)

Hands of Time disse...

Encara como uma situação provisória!! Tudo se vai compor!

Dualidades disse...

É preciso é um pouco de paciência! Tudo acaba por ir ao lugar!

Beijo

Dualidades JP

Restelo disse...

Caros leitores: muito obrigada pelo apoio psicológico!
Pois, 45min a ir para o trabalho, por vezes estar muito tempo de pé no trabalho e o facto de ter descoberto ontem que me puseram no tax code errado e estou a descontar muito mais do que devia NÃO AJUDA!

Mim disse...

Há coisas que uma pessoa nem sabe o que dizer. Acho que sopurtaria quase tudo até relativamente bem (afinal de ocntas ando há quase um ano a levar com o xixi do cão do meu vizinho na varanda...) mas aranhas?? Ai... estava tudo estragado.

Bjoka

Cromossoma X disse...

Oh querida!! Espero que ja esteja tudo um pouco melhor...:)
Temos que combinar qualquer coisa um dia destes, um cafezinho ou assim...quando vieres a Londres city diz qualquer coisa!

Tuga em Londres disse...

Pois é, mas isso é sempre assim. Ao início os senhorios dizem que é tudo uma maravilha e que tudo funciona sempre e e tudo novo e bláblábla, mas depois quando se está mesmo lá a viver,... já a história é diferente. Deixa lá, se fosses para outro sítio mais provavelmente arranjavas outros problemas, por isso nao ha muito por onde fugir.