quarta-feira, 23 de julho de 2008

Coisas que só a mim

A minha vida (que dava vários filmes) até me tem corrido bem. Acho que não me posso queixar, aliás, tenho a certeza absoluta que não me posso queixar. Tenho saúde, trabalho, dinheiro que dá para viver e mais uns extras, família, amigos e uma meia laranja que me adoram e o sentimento é recíproco.
Passando à frente desta parte lamecha...
O que eu não tenho tido é sorte nenhuma com esta casa (aka espelunca, aka home bitter sour home) onde tenho estado a viver. Ora foi "Mickey, o flatmate indesejado", aranhas, "Cold Caldeira" e outras coisas que tais... Quando finalmente encontrei algo ao qual poderia chamar Lar (não os dos velhotes, não fiquei já com ideias que o Dr Alzheimer ainda não dá consultas à minha pessoa) e pensava que todas estas preocupações ficariam para trás, novos problemas interpelaram-se no meu caminho. Primeiro tive de arranjar alguém que quisesse viver nesta espe..., perdão, casa lindíssima, totalmente equipada e trailarailarai. Não foi fácil, até porque a agência de gente incompetente não foi capaz de enviar cá uma pessoa que fosse (OK, mandaram um casal, mas visto que o senhorio queria só uma pessoa, não conta). Além disso, aqui o mercado das vendas anda em baixo, por isso toda a gente aluga, quem tinha casas para venda e quem não tem como pagar os empréstimos (aqui as pessoas não se ficam a endividar, fazem opções para não ficarem na miséria). Como tal, há mais oferta e mais procura e as pessoas perdem mais tempo a ver casas e a escolher sem pressa.
Visto que esta é a minha primeira experiência como inquilina (e que marcante que ela foi!) eu pensei, inocentemente (especialmente depois do senhorio dizer que me entregava o dinheiro - estúpida, naif, sempre a acreditar em tudo o que te dizem) que o senhorio tinha acesso ao depósito e que mo podia dar no dia em que eu saísse desta espelunca. Ora fiquei ontem (e hoje) a saber que afinal não é assim tão simples. O depósito foi entregue (pela minha estimadíssima pessoa) à agência que está em processo de falência. Felizmente (porque mesmo assim tenho sorte) a agência depositou o dinheiro numa instituição independente e por isso é possível recuperar o dinheiro via essa 8ªmaravilha que é a Internet. Também é preciso que o meu senhorio cabeça de vento não tenha perdido o código dele (eu tenho meu, eu sou organizada e responsável) porque senão isto em vez de levar duas semanas a chegar à minha conta, vai certamente levar muito mais. Mas só para terem uma ideia, normalmente recebe-se o depósito no dia em que se sai e entrega as chaves, sem trabalho, sem chatices, porque a agência a quem se pagam umas ridículas fees no início do contrato é suposto tratar de tudo...
Pois é, estou agora no limiar de ficar curta de massas durante uns tempos. Felizmente que a mãezinha deu uma injecção anti-pobreza na minha conta e já recebi o ordenado deste mês que veio com o aumento anual relativo ao aumento do custo de vida (que como deveria estar a receber desde Abril, veio com os seus amigos retroactivos - os retroactivos são uns baris do caraças!). A ver vamos, eu manter-vos-ei ao corrente... Dedinhos cruzados para ver se isto acaba em bem.

7 comentários:

Thunderlady disse...

Porcarias dessas não acontece só a ti nem só aí, mas vai correr bem, acredito nisso :)

Bjoka

Cromossoma X disse...

vai correr bem :)

Rafeiro Perfumado disse...

Eu até cruzava os dedos, mas sabes que o não ter polegares oponíveis dificulta um bocado a coisa...

Restelo disse...

A todos: muito obrigada!

Mononoke disse...

Ai se eu te contasse os filmes que tenho tido aqui com as casas.....
Nunca vi sistema tão merd***.

Gi disse...

Vai acabar bem ... já está melhor que o código postal, não?

jojo disse...

O teu depósito está protegido por lei.
Se ainda não tiveres resolvido este problema, lê tudo o que puderes sobre o Rent Deposit Scheme.
http://www.direct.gov.uk/en/TenancyDeposit/DG_066383

Deves ter recebido uma carta no princípio do arrendamendo que diz quem é que está a guardar o teu depósito.

Este esquema entrou em funcionamento há 2 anos mais ou menos para proteger os inquilinos de senhorios gananciosos.


Espero que tenha ajudado.